Pular para o conteúdo

Quer despertar interesse no ambiente profissional?

7 de agosto de 2019

Quando estamos em ambientes com futuros clientes, novos chefes ou fazendo networking, chega a dar um frio na barriga quando escutamos: “E você, o que faz?”.




Você já percebeu como muitas vezes é difícil se apresentar? Afinal, não é simplesmente informar o seu cargo, há muito mais a ser dito. Quando estamos em ambientes com futuros clientes, novos chefes ou fazendo networking, chega a dar um frio na barriga quando escutamos: “E você, o que faz?”.

Segundo Vivian Wolff, coach de vida e carreira pelo Integrated Coaching Institute(ICI), essa frase desencadeia duas coisas. Primeiro, queremos nos “vender bem” e contar tudo sobre nossa vida para a pessoa, sem omitir nenhum detalhe. Segundo e, simultaneamente, surge um reloginho na nossa frente e inicia-se uma contagem regressiva de segundos para interessar ou aborrecer o interlocutor que fez a fatídica pergunta. No fim, segundo a especialista, nem sempre sai muito claro. 

Por isso, a dica é: simplifique a mensagem. “É a alternativa mais eficaz quando queremos causar impacto. Os americanos têm até um famoso termo chamado “elevator pitch”. Você deve estar preparado para se identificar em um tempo tão reduzido quanto uma subida (ou descida) de elevador”, conta. Assim, Vivian separou algumas dicas: 

1. Ressalte suas características fortes e de destaque;
2. Ache um ponto em comum de interesse para atrair a atenção;
3. Seja simples e direto, deixe a informalidade de lado e conduza a conversa com leveza; 
4. Pratique com familiares e amigos, com confiança você tirará de letra;
5. Revise a mensagem de tempos em tempos e atualize-se; 

Daiana dos Santos cursa letras na Universidade Federal do Rio de Janeiro. Para a estudante, essa missão não é difícil, mas é preciso sempre se aperfeiçoar. “Saber se posicionar da forma mais adequada pode fazer uma grande diferença sobre sua imagem. Por isso, busco ler artigos e livros sobre o assunto, participo de cursos e palestras. Tudo para melhorar”, conta. 

E você? Faça como Daiana e procure identificar como você vem trabalhando o seu marketing pessoal. Conte sempre com o Polo!

Fonte: Nube

Comentários

Comentários